Gonorreia Sintomas no Homem e na Mulher, Causas e Tratamento

Gonorreia, também conhecido como Blenorragia (uretrite gonocócica) é uma doença sexualmente transmissível (DST) causada por uma bactéria Neisseria gonorrheae que infecta especialmente a uretra.

Globalmente a gonorreia é a doença que vem mais crescendo no mundo, só no Brasil estima-se que mais de 500 mil infectados por ano.

Recentemente a Organização Mundial da Saúde (OMS) alertou sobre uma nova mutação da bactéria da gonorreia, um tipo muito mais difícil de ser curada.

A características principais da gonorreia é dor e ardência na hora de urinar, incomodo na uretra e uma secreção purulenta com mau cheiro que sai do pênis ou vagina.

Se você por infelicidade está com os sintomas da gonorreia,  fique Tranquilo pois o diagnostico e o tratamento é bem simples. Nos da Centro Saúde vamos explicar tudo sobre essa DST e seu tratamento.

Mas nunca se esqueça que a camisinha é a unica maneira de evitar a gonorreia e as demais DSTs.

Veja Também: Destruindo a Ejaculação Precoce

O que é Gonorreia

A gonorreia é uma doença sexualmente transmissível (DST) muito comum, especialmente para adolescentes e pessoas na faixa dos 20 anos. A gonorreia é às vezes chamada de “gotejamento” ou “corrimento”.

A gonorreia é transmitida através do sexo vaginal, anal e oral. A infecção é transportada no sêmen (esperma) , pré-sêmen e fluidos vaginais.

A gonorreia pode infectar seu pênis , vagina , colo do útero , ânus , uretra , garganta e olhos (mas isso é raro). A maioria das pessoas com gonorreia não tem nenhum sintoma e se sente totalmente bem, então eles podem nem saber que estão infectados.

A gonorreia geralmente é facilmente curada com antibióticos. Mas se você não tratar a gonorreia cedo o suficiente, pode levar a problemas de saúde mais sérios no futuro.

É por isso que os testes de DSTs são tão importantes – quanto mais cedo você souber que tem gonorreia, mais rápido poderá se livrar dela.

Causas

Como explicado acima, as maneiras pelas quais as pessoas contraem gonorreia são o sexo vaginal , o sexo anal ou o sexo oral através de fluidos vaginal e o esperma.

Você também pode contrair gonorreia tocando em seu olho se sua mão tiver fluidos infectados. E também pode se espalhar para um bebê durante o parto, se a mãe o tiver.

A gonorreia não é transmitida através do contato casual, então você NÃO CONTRAI compartilhando alimentos ou bebidas, beijando, abraçando, dando as mãos, tossindo, espirrando ou sentado nos assentos do vaso sanitário.

Muitas pessoas com gonorreia não apresentam nenhum sintoma, mas ainda podem disseminar a infecção para outras pessoas. Portanto, usar preservativos sempre que fizer sexo é a melhor maneira de prevenir a gonorreia – mesmo que você e seu parceiro pareçam totalmente saudáveis.

Gonorreia Sintomas

Os sintomas da gonorreia na mulher e no Homem em sua maioria não apresenta sinais de infecção. Se você tem sintomas, eles geralmente aparecem entre 2 à 15 dias depois de fazer sexo com alguém que está infectado.

Mesmo sem sintomas, se tiver gonorreia e não receber o tratamento, pode causar outros problemas de saúde: A gonorreia não tratada pode prejudicar o sistema reprodutivo, aumentar o risco de contrair o HIV, causar a doença inflamatória pélvica (DIP) ou levar a infertilidade.

sintomas-da-gonorreia

Em casos raros, pode espalhar-se para o sangue ou articulações.

Mas no geral os sintomas mais comuns da gonorreia nos órgãos são o corrimento (secreção purulenta) – principal característica e ardência e dor na hora de urinar.

É por isso que é tão importante fazer regularmente o teste para DSTs se você teve sexo vaginal, anal ou oral.

Gonorreia Sintomas Feminina

Os sintomas da gonorreia em mulheres geralmente são leves e podem ser facilmente confundidos com uma infecção vaginal, corrimento ou infecção urinária.

Os sintomas na vaginas são:gonorreia-sintomas-mulher

  • Dor e ardência ao urinar.
  • O desejo de fazer xixi mais do que o habitual.
  • Corrimento vaginal fora do comum.
  • Sangramento vaginal fora período menstrual.
  • Sexo doloroso.
  • Dor na barriga.
  • Dor pélvica.
  • Dores abdominais
  • Febre.

Você também pode contrair gonorreia pelo ânus, geralmente pelo sexo anal. Os sintomas não são comuns, mas você pode perceber:

  • Um comichão (coceira) ou dor no ânus.
  • Corrimento ou sangramento.
  • Dores intestinais.

Gonorreia Sintomas Masculino

bacteria no penis gonorreiaSintomas de gonorreia em homens podem incluir:

  • Ardência na hora de urinar.
  • O desejo de fazer xixi mais do que o habitual.
  • Pus ou um corrimento branco, amarela ou verde proveniente do seu pênis.
  • Inchaço ou vermelhidão na glande do pênis.
  • Dor e/ou inchaço nos testículos.

Sintomas no ânus, caso tenha feito sexo anal:

  • Um comichão(coceira) ou dor no ânus
  • Corrimento ou sangramento.
  • Movimentos intestinais dolorosos.

Gonorreia Sintomas Gerais

A gonorreia também pode surgir em outras partes do corpo como:

  • Ânus e no Reto: os sintomas comuns são coceira, secreção de pus e sangramentos
  • Garganta: dores, dificuldade em engolir, “amarelão” nas paredes da garganta
  • Olhos: secreção de pus, dores e sensibilidade à luz.
  • Articulações: Sensação de queimação ou ardência, vermelha, inchada e dolorida.

Diagnostico

A única maneira de descobrir se você tem gonorreia é fazendo o teste. Se você suspeitar de gonorreia ou qualquer outra doença sexualmente transmissível (DST) , é importante fazer teste o mais rápido possível.

É possível fazer o teste dentro de alguns dias depois de ter relações sexuais, mas você pode ser aconselhado a esperar até uma semana. Você pode ser testado mesmo se não tiver nenhum sintoma.

O diagnóstico precoce e o  tratamento da gonorreia reduzem o risco de desenvolvimento de complicações, como a  doença inflamatória pélvica (DIP) ou a infecção nos testículos.

As complicações que surgem da infecção a longo prazo são muito mais difíceis de tratar.

Quem deve fazer o teste?

É recomendado que você faça o teste se:

  • você ou seu parceiro acham que você tem  sintomas de gonorreia.
  • você teve relações sexuais desprotegidas com um novo parceiro(a).
  • você ou seu parceiro tiveram relações sexuais desprotegidas com outras pessoas.
  • você tem ou teve outra DST.
  • um parceiro sexual lhe diz que tem um DST.
  • Durante um exame vaginal, seu enfermeiro ou médico lhe diz que as células do colo do útero estão inflamadas ou que há corrimento.
  • você está grávida ou planejando uma gravidez.

Qual tipo médico e qual lugar posso fazer o teste?

Existem vários lugares que você pode ir para testar a gonorreia:

Caso você tenha convênio médico poderá ir consultórios particulares, mas o SUS tem uma ótima estrutura para diagnosticar e tratar de DSTs.

Especialistas que podem diagnosticar a gonorreia são:

  • Clínico geral
  • Urologista
  • Infectologista
  • Ginecologista

Teste de Gonorreia

Existem várias maneiras diferentes de testar a gonorreia. Em muitos casos, um cotonete será usado para remover uma amostra da secreção para teste, embora os homens só possam ser solicitados a fornecer uma amostra de urina.

O médico limpa partes do corpo que podem estar infectadas para coletar amostras de corrimento. Isso leva apenas alguns segundos e não é doloroso, embora possa ser um pouco desconfortável.

Teste em Mulheres

Para as mulheres, um médico ou enfermeiro geralmente pega um cotonete para coletar uma amostra da vagina ou do colo do útero (entrada do útero) durante um exame interno. Em alguns casos, uma amostra também pode ser retirada da uretra (o tubo que transporta a urina para fora do corpo).

Às vezes, você pode ser solicitado a usar um cotonete ou um OB para coletar uma amostra de dentro da sua vagina.

As mulheres geralmente não são solicitadas a fornecer uma amostra de urina para verificar a existência de gonorreia, porque esse é um teste menos preciso para as mulheres.

Teste em Homens

Os homens normalmente serão solicitados a fornecer uma amostra de urina que pode ser usado para pegar uma amostra de corrimento.

Se você for solicitado a fornecer uma amostra de urina, é importante não urinar por cerca de duas horas antes, pois isso pode lavar as bactérias e afetar os resultados do teste.

Infecções do reto, garganta e olhos

Se houver a possibilidade de seu reto ou garganta estar infectado, o médico ou enfermeiro pode precisar usar um cotonete para coletar uma amostra dessas áreas.

Se você tiver sintomas de conjuntivite , como olhos vermelhos e inflamados com secreção, uma amostra da lágrima ou secreção pode ser coletada de seu olho.

Obtendo os Resultados

Algumas clínicas podem ser capazes de realizar testes rápidos, quando o médico pode ver a amostra através de um microscópio e dar-lhe os resultados do teste imediatamente.

Caso contrário, você terá que esperar até duas semanas para obter os resultados.

A gonorreia tem cura?

Claro que sim, a gonorreia costuma ser um tratamento tranquilo com antibióticos. Porém segundo a Organização Mundial da Saúde a uma nova bactéria causadora da gonorreia, é mais resistente à antibióticos.

Em nosso país esse tipo de gonorreia com bactérias mais resistentes ainda não é um perigo, mas é preciso muita atenção, pois por ano são registrados mais de 500 mil casos.

Previna – se ! USE CAMISINHA!

Gonorreia Tratamento

A gonorreia é geralmente tratada com um ciclo curto de antibióticos. Na maioria dos casos, o tratamento envolve uma injeção de antibiótico (geralmente nas nádegas ou coxa), seguido por 1 comprimido de antibiótico.

Às vezes é possível medicar com comprimido antibiótico em vez de uma injeção, se preferir. Se você tiver algum sintoma de gonorreia, geralmente melhorará em alguns dias, embora possa levar até 2 semanas para que qualquer dor na pélvis ou nos testículos desapareça completamente.

Sangramento entre períodos de menstruação deve melhorar no momento do próximo período.

Sempre ir a uma consulta de acompanhamento, uma ou duas semanas após o tratamento. faço o teste após o tratamento para verificar se você está livre de infecções.

Você deve evitar ter relações sexuais até que você, e seu parceiro, tenham sido tratado, para evitar que a infecção volte ou transmitir a infecção para qualquer outra pessoa.

Se os seus sintomas não melhorarem após o tratamento ou se achar que foi infectado novamente, consulte o seu médico ou enfermeiro. Você pode precisar repetir o tratamento ou fazer mais testes para verificar outros problemas.

Posso ter relação sexual durante o tratamento?

– Não !!! O paciente deve esperar a cura total dos sintomas que leva 14 dias após o inicio do tratamento.

E muito importante:

Após o tratamento não se deve ter relações sexuais sem o uso do preservativo, o paciente deve passar por um Infectologista, e fazer uma bateria de exames para checar se não há outras DSTs ou bactérias transmitidas sexualmente.

Parceiros sexuais

A gonorreia é facilmente transmitida através do contato sexual íntimo. Se você é diagnosticado com isso, qualquer um com quem você fez sexo recentemente também pode contrair.

É importante que o seu parceiro atual e quaisquer outros parceiros sexuais recentes sejam testados e tratados.

Seu médico ou clínica de saúde sexual pode ajudar, notificando seus parceiros anteriores em seu nome.

Um recado de contato pode ser enviado para eles, explicando que eles podem ter sido expostos a uma  doença sexualmente transmissível (DST) e sugerindo que eles façam um check-up. O boletim não terá seu nome nele, portanto sua confidencialidade está protegida.

Tratar bebês com gonorreia

Bebês com sinais de infecção por gonorreia no nascimento, ou que têm um risco aumentado de infecção porque sua mãe tem gonorreia, geralmente recebem antibióticos imediatamente após o nascimento.

Isso não prejudica o bebê e ajuda a prevenir a cegueira e outras complicações da gonorreia.

Remédio/Medicamentos para Gonorreia

Os medicamentos mais comuns utilizados para o tratamento:

É de suma importância que você não se automedique, somente um médico pode dizer qual o medicamento correto para a seu caso. Sempre siga as orientações do médico, nunca interrompa ou pule o tratamento.

Caso houver alguma reação alérgica, suspenda o uso do medicamento e volte urgentemente ao médico.

Possíveis Complicações

Se tratada precocemente, é improvável que a gonorreia leve a complicações ou problemas de longo prazo. No entanto, sem tratamento, pode se espalhar para outras partes do corpo e causar sérios problemas.

Quanto mais vezes você tiver gonorreia, maior a probabilidade de ter complicações.

Nas mulheres, a gonorreia pode se espalhar para os órgãos reprodutivos e causar a  doença inflamatória pélvica (DIP) . Estima-se que isso ocorra em 10 a 20% dos casos de gonorreia não tratada, pode levar a dor pélvica a longo prazo,  gravidez ectópica e infertilidade.

Durante a gravidez, a gonorreia pode causar:

  • Aborto espontâneo.
  • trabalho prematuro.
  • O bebê nascer com conjuntivite.

Se o bebê não for prontamente tratado com  antibióticos , há um risco de dano progressivo e permanente à visão.

Nos homens, a gonorreia pode causar uma infecção dolorosa nos testículos e próstata, o que pode levar à redução da fertilidade em um pequeno número de casos.

Em casos raros, quando não é tratada, ela pode se espalhar pela corrente sanguínea e causar infecções potencialmente fatais em outras partes do corpo.

Prognóstico e Convivendo com a DST

O prognóstico para gonorreia é quase sempre favorável. Uma infecção que não tenha se espalhado pela corrente sanguínea ou outras partes do corpo pode ser curada com antibióticos.

Mas até mesmo uma infecção mais grave também pode se resolver com tratamento medicamentoso. Contudo, ainda que se trate de uma doença curável, o ideal é precaver-se, optando sempre pelo sexo protegido.

Prevenção

Aqui não tem segredo, a única e mais eficaz maneira de não contrair a gonorreia é o preservativo. Use ele em qualquer tipo de contato sexual, seja vaginal, oral ou anal.

Evite ter relações sexuais com pessoas que foram diagnosticadas com gonorreia que não foram completamente tratadas.

Se você tem uma parceira sexual e pretende ter relações sem o uso do preservativo, você e a sua parceira(o) devem ir ao médico (infectologista) e fazem a bateria de exames para checar as DSTs.

Não hesite em abrir o jogo com a sua parceira.

Lembre-se, estamos falando da sua saúde, é de suma importância você falar sobre o assunto de DSTs com o seu parceiro(a).

Fonte e Referências:

Anvisa

Site: Minha Vida

(1) Carolina Lázari, infectologista do Fleury Medicina e Saúde.

(2) Daniella C. de Menezes e Gonçalves, infectologista do Hospital Samaritano de São Paulo (CRM/SP 92373)

(3) Ministério da Saúde

(4) Centro de Controle e Prevenção de Doenças do Governo dos Estados Unidos (CDC)

(5) Manual MDS de Medicina para Profissionais de Saúde

(6) Biblioteca Nacional de Medicina dos Estados Unidos (Medline Plus)

(7) Mayo Clinic, clínica de referência médica nos Estados Unidos

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário

*

Seja o primeiro a comentar!